Publicado em 24 de janeiro de 2012 - Atualizado há 3 anos atrás

Escolinha de futebol do clube catalão faz sucesso no Rio de Janeiro e mostra chegada forte do Barcelona ao mercado brasileiro

Com ‘desafio de Messi’, Barça mostra filosofia de jogo do time aos cariocas

Escolinha de futebol do clube catalão faz sucesso no Rio de Janeiro e mostra chegada forte do Barcelona ao mercado brasileiro

GLOBOESPORTE.COM

clínica do Barcelona no Rio de Janeiro (Foto: Thiago Barros/Globoesporte.com)

Desafio do Messi anima a criançada
(Foto: Thiago Barros/Globoesporte.com)

Na semana passada, foram os adultos. Agora, é a vez de a criançada ter o prazer de se sentir representando o Barcelona. Poucos dias depois de realizar uma clínica de treinadores na zona sul do Rio de Janeiro, o clube espanhol deu início ao Barça Camp, uma espécie de escolinha de futebol de uma semana, no Centro Cultural e Esportivo Adolfo Bloch, na Barra da Tijuca. A ideia é divulgar ainda mais a marcar Barcelona no Brasil e, claro, passar um pouco da filosofia de treino da FCB Escola para os meninos brasileiros.

Com 120 crianças, divididas nas categorias sub-7, sub-9, sub-11 e sub-13, o Barça Camp começou na última segunda e vai até sexta-feira. Os meninos são agrupados em times com nomes de jogadores - Puyol, Piqué, Iniesta, Daniel Alves, Xavi, Thiago Alcântara, Fábregas e Messi - e passam por uma bateria de exercícios inspirados na metodologia de treinamento que é utilizada em todas as categorias do Barcelona, desde as crianças ao profissional. São treinos de finalização, troca de passes em campos reduzidos e mini-coletivos, comandados pelo gerente das escolinhas do Barcelona, Isaac Guerrero, auxiliado por oito técnicos selecionados na clínica de treinadores do Rio.

- Fui selecionado no curso e estou muito feliz por participar deste projeto. Nos escolheram e passaram uma mensagem muito interessante, que é a filosofia de futebol do Barcelona: jogar sempre se divertindo, como se fosse uma criança, até o profissional. E é isso o que tentamos passar para as crianças, porque se eles tiverem essa ideia de diversão, sempre vão conseguir jogar bem e dar espetáculo para a torcida, caso se tornem jogadores no futuro - afirmou o professor Ricardo Fernandes.

clínica do Barcelona no Rio de Janeiro (Foto: Thiago Barros/Globoesporte.com)
Meninos aprendem até como dar entrevistas
(Foto: Thiago Barros/Globoesporte.com)

O publicitário Lucas Alvarenga, de 37 anos, saiu da cidade de Governador Valadares, em Minas Gerais, para levar o filho Lucas Oliveira, de nove anos, e dois sobrinhos, Matheus, de 12, e Gabriel, de oito, ao evento. Ele alugou um flat na Barra da Tijuca e vai acompanhar os meninos durante toda a semana.

- Hoje o mundo inteiro fala só de Barcelona. Estávamos acompanhando o Campeonato Carioca de Futsal e vimos a publicidade do Barcelona Camp. Entrei no site, peguei o telefone e de imediato fiz a inscrição dos meninos, em dezembro. É uma oportunidade única e para os meninos é muito legal poder ter este tipo de contato com uma filosofia como a do Barcelona. A organização é ótima, a estrutura também e estamos muito satisfeitos - contou.

"Desafio do Messi" e planos para o futuro

Além de todo o trabalho em campo, valorizando a criatividade e o estilo de jogo dos passes rápidos com muita posse de bola, há ainda preocupação com a hidratação dos alunos, uso de protetor solar a todo o tempo e até mesmo uma ambulância na beira do campo para qualquer emergência. No entanto, o que faz sucesso mesmo com a garotada é o “Desafio do Messi”. São cinco cones espalhados em distâncias iguais, em uma parte do campo monitorada por uma máquina que computa o tempo em que a pessoa faz o circuito.

Basta correr na direção da máquina e voltar fazendo zigue-zague em torno dos cones para participar do desafio. O vencedor, é claro, é quem completar o percurso com mais velocidade. Matheus, de 12 anos, sobrinho de Lucas Alvarenga, foi quem levou a melhor na turma sub-13. Ele anotou o tempo de 5,37 segundos, pouco menor que o recorde de Messi (5,125 segundos). Com um pequeno detalhe: o argentino faz o percurso carregando uma bola nos pés. Luis Fabiano, de apenas oito anos e que já tem nome de jogador, explica o motivo de tudo que tem o nome do camisa 10 do Barcelona chamar a atenção.

- Ele é joga muito! Sou fã dele - disse o menino, batizado com este nome em homenagem ao centroavante do São Paulo.

clínica do Barcelona no Rio de Janeiro (Foto: Thiago Barros/Globoesporte.com)
Meninos em ação no Barça Camp (Foto: Thiago Barros/Globoesporte.com)

Luis Fabiano e todos os outros meninos brasileiros que também são fãs de Messi e do Barcelona podem ficar tranquilos: este Barça Camp não vai ser a última chance que eles terão de ter contato com o clube catalão no Brasil. Já está confirmado um novo projeto, na terceira semana de julho, chamado Barça Residénce, que vai ainda mais além: meninos de 5 a 15 anos poderão se inscrever para viverem uma semana de jogador de futebol, com direito à concentração, treinos em dois períodos e alojamento na Granja Commary, em Teresópolis. Além disso, outras edições do Barça Camp, para São Paulo e Minas Gerais, podem acontecer ainda neste ano.

Compartilhe